.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


.posts recentes

. Tempo

. Certo ou errado?

. Horas extra, alguém tem?

. Devo ser um bicho !

. Enfim...

. Sou chorona...

. Falta um mês...

. Ás vezes também faz falta...

. " Se acreditares vais con...

. Mudanças...

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Há coisas que nunca mudam

O dia até não correu assim tão mal como eu esperava. A apresentação do trabalho correu bem e o relatorio de f.q afinal foi em grupo, o que sempre torna as coisas mais faceis. Quanto ao teste de f.q afinal o prof, não entregou hoje diz que entrega amanhã " entrego amanhã meninos", ando a ouvir isto há dias!

 

Nunca me dei bem com a minha mãe, nunca me dei nem nunca me hei-de dar. Quantas vezes eu sonhei com uma mãe que me ouvisse, que me ajudasse ou simplesmente desse apoio. Ela nunca o fez e pelos vistos nunca o vai fazer. E ela nem imagina o quanto isso me faz sofrer. Nunca ouvi um "gosto de ti" , " tenho orgulho"  e muito menos "podes contar comigo".  No outro dia, umas colegas minhas ficaram surpreendidas porque eu quando tenho um problema nunca falo com a minha mãe. Mas se eu fizer isso, para além de ficar ainda pior, ela vai dizer " sim já chega de choradinho, cala-te".

Posso me matar a estudar que para ela a nota nunca vai ser boa, nunca a ouvi dar-me os parabéns por algo que me tenha esforçado, ou simplesmente não diz nada, ou diz que podia ter sido melhor.

Quando era pequena esforçava-me a sério para ter tudo arrumado para quando ela voltasse do trabalho não gritasse e ficasse feliz, por vezes a minha avó ajudava-me. Mas havia sempre alguma coisinha para ela gritar e se chatear.

E hoje não foi excepção, o dia foi cansativo e quando cheguei a casa pedi para amanhã dar uma volta com as minhas colegas, a resposta foi " Andas sempre a te queixar que tens muitos testes e trabalhos amanhã queres ir?"   Olhou e encolheu os ombros.

Nunca gostei de insistir para ela me deixar ir a algum lado ou fazer algo, percebi perfeitamente que aquilo era um não, nem lhe disse mais nada.

Mas será que ela não percebe o quanto eu tenho andado chateada, preocupada e cansada com a escola?! Será que ela não percebe o quanto eu me esforço ha 11anos para ouvir uma palavra de parabéns?! Será que é por ir uma tarde dar uma volta que as minhas notas vão cair a pique?!

 

Uma vez quando era pequena olhei para ela e disse " Se pudesse trocava de mãe!", hoje não digo isso porque tenho a noção do disparate que é! Mas continuo a ficar magoada e triste. Eu simples queria ouvir  um " muito bem".

 

 

Não liguem a este post estupido, foi só um desabafo. Tenho a certeza que daqui a 5 minutos isto ja me passou e ja vou estar toda feliz da vida pela mãe que tenho, porque afinal, mãe é mãe.

 

 

 

 

tags: ,

publicado por vuty às 19:03

link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags